LIGUE AGORA!
PEDIR INFORMAÇÕES

Cuidado como e onde fazem aplicação de Toxina Botulínica, Ácido Hialurónico ou outros atos médicos!

cuidado com toxina botulinica e acido hialuronico

Já eramos “chatos” antes, agora ainda somos mais! E … Ainda bem!

Mas não somos só nós que avisamos, tenham atenção às notícias que saem nos meios de comunicação social.

Quase todos nós conhecemos uma amiga (ou amigo, é válido para ambos) que já fez aplicação de Toxina Botulínica (mais conhecida pelo nome comercial Botox®) ou preenchimento / enchimento dos lábios, rugas ou parte do corpo com Ácido Hialurónico (por vezes até mesmo fios tensores e mesoterapia) e que pagou uma “bagatela” para o fazer… Invariavelmente quando perguntamos onde fez o grande “deal”?… As respostas repetidas são “numa amiga ou conhecida que é esteticista”, “num cabeleireiro”, “numa rapariga que tirou um curso daqueles para aprenderem a fazer”….

Antes de avançarmos, e caso se perca no meio desta página e não leia tudo até ao fim: Pedimos encarecidamente a todas/todos as/os leitoras / leitores que façam um favor a vocês próprios e deixem os actos médicos para serem realizados por médicos ou profissionais de saúde que realmente possam fazer e à frente explicamos porquê, e também elucidamos quem pode fazer determinados procedimentos.

Se pretenderem outra fonte de informação podem inclusive ler a DECO Proteste, leiam este artigo e ler esta notícia do expresso onde duas pessoas morreram a fazer lipoaspiração em centros não autorizados. Notícia: Perigo! Actos médicos e cirurgia estética feitos em “vão de escada”.

Uma vida destruída escusadamente…

Atos médicos mal executados podem arruinar as vossas vidas e, infelizmente, não é um eufemismo.

Granulomas pós aplicação de Botox – Ler aqui

A “simples” aplicação da Toxina Botulínica (afinal de contas é só uma “injecçãozita” … ) com produto deficitário – ou seja Botox que não é Botox nem está autorizado para ser comercializado, ou misturas que fazem para rentabilizar a Toxina Botulínica – (vejam o exemplo do Botox Pirata como é conhecido no Brasil) pode gerar NECROSE dos tecidos. Uma frase dessa notícia do Botox Pirata é a chave para se entender os riscos:

“Esse produto ilegal pode causar gangrena, úlceras e deformidades. Há casos ainda de necroses, como a perda do nariz e outras partes do corpo onde foi aplicado o produto pirateado”.

Para quem não está familiarizado com os termos, necrose é a morte e destruição do tecido celular. O que de seguida tem de ser retirado e tem de ser removido o tecido ao redor até assegurar que o que fica é 100% saudável, o que… Claramente… Irá deixar com buracos nas zonas afetadas… Caso não seja tratado pode levar a Sepse ou Sepsis – infeção generalizada – e consequente morte do paciente.

Complicações Pós festa de Injeção de Botox – Ler Notícia

“Ah! Mas o “Ácido Hialurónico já existe naturalmente no nosso corpo” e não tem risco porque ao fim de 6/10/12 meses desaparece…” … #SóQueNão!

Problema pós enchimento labial com ácido. Ler Notícia

A má aplicação do Ácido Hialurónico pode igualmente gerar a necrose tecidular, isto porque, o local de injeção do Ácido tem de ser preciso e é cutâneo, não muscular (a diferença em algumas zonas são apenas milímetros ou décimas de milímetros!). Não é um “por aqui algures para encher”!

Nem falamos simplesmente da má aplicação que pode depois passar de um lado para o outro e em vez de preencher rugas, preencheu maçãs do rosto, gerou inchaço e desfiguração, ou até mesmo quando em vez de uns lábios naturalmente preenchidos, se acabou por ter uns lábios com problemas, como visto nas fotos.

O problema é novamente as complicações que existem! Podem ler aqui mais informações, mas deixamos um resumo:

“A glabela, testa, região nasal, sulco nasolabiais e têmporas, são áreas de alto risco para injeção de AH, pois estão associadas ao comprometimento visual, já que artérias nessas áreas tem comunicacão direta com a artéria oftálmica (HUANG, 2016).
A glabela é uma área de risco e pouco indicado o uso de AH injetável nessa região, devido à maior incidência de necrose por compressão local ou injeção intra-arterial na artéria supratroclear e seus ramos (CROCCO, et al., 2012).
A região temporal apresenta riscos devidos à presença da artéria temporal superficial, além do nervo e das veias. A estrutura que gera mais atenção é a artéria temporal; sua canalização e a injeção intravascular de preenchedores poderá levar à necrose tecidual e à embolização do produto (TAMURA, 2013).”

E os médicos estão imunes a lhes acontecer ou também lhes pode acontecer?

Resposta: A Lei das Probabilidades

Tal como em tudo na vida, e nem quando são procedimentos feitos por máquinas são 100% infalíveis, tudo o que tenha mão humana é suscetível de falhar. Por vezes existem “erros médicos” e, tal como têm noção, no mercado “há de tudo” e também existem azares onde “no melhor pano cai a nódoa”. Isso acontece efetivamente, felizmente é raro, mas, segundo as fontes noticiosas, atualmente os hospitais corrigem variados casos de maus procedimentos realizados em espaços não licenciados e profissionais não credenciados!

Mas trabalharemos com estatísticas para reduzir os riscos de acontecer algo negativo, onde é mais provável acontecer?

  • Hipótese A) Numa pessoa que tirou (ou não) um curso rápido de aplicação desses compostos (quando antes eram só dados a médicos e, talvez por causa de questões comerciais, neste momento qualquer pessoa pode tirar)?
  • Hipótese B) Um(a) médico(a) que faz desses procedimentos médicos a sua vida, estudou anos a fio (e com as médias de curso que sabemos como são), tirou cursos específicos para médicos, vão a congressos e têm conhecimento aprofundado de anatomia, química e compostos e procedimentos que o comum dos mortais tem dificuldade em pronunciar?

A resposta parece-nos bastante fácil de dar. Não excluímos a capacidade individual de cada profissional e acreditamos que há profissionais de beleza que até têm boa mão e podem inclusive ter mais habilidade prática do que alguns médicos, mas na nossa opinião, jogar contra probabilidades só mesmo no Euromilhões!

A grande dúvida: Então quem pode e não pode fazer os atos médicos?

Desde já apresentamos o nosso Diretor Clínico – Dr. Erivan Montilla

Dr. Erivan Montilla
Diretor Clínico Belight

Cédula 60540 – Ordem dos Médicos

O médico Dr. Erivan Montilla é o Diretor Clínico da Belight e está autorizado pela Ordem dos Médicos para os procedimentos de medicina estética. Originalmente licenciado como Médico Cirurgião pela Universidad de Carabobo na Venezuela (em Portugal registado como Medicina Geral) é vocacionado para a Medicina Estética e Anti Aging.

No seu percurso constam as clínicas Haru Clinic do Colombo, BodyConcept Algés e Montijo e LusoClinics de Cascais, Alfragide e Sintra.

Do seu currículo académico constam:

  • Certificado em Medicina Estética pela American Academy of Aesthetic Medicine (Malásia).
  • Certificado em Intralipoterapia facial e corporal pela Academia Portuguesa de Medicina Estética.
  • Fillers and Bottulin Toxin Expert pelo Pinto Institute Europe (Bélgica).

Quem PODE FAZER a aplicação da Toxina Botulínica e Preenchimentos com Ácido Hialurónico

  • Médicos (Médicos inscritos na ORDEM DOS MÉDICOS). Ponto final! Até aconselhamos a descarregar este Parecer da Ordem dos Enfermeiros e ler a conclusão no ponto 3.2 onde diz: “de acordo com a norma aprovada pelo Infarmed, o Botox só deve ser administrado por médicos”.
  • Relativamente ao Ácido Hialurónico, por enquanto, os profissionais habilitados para fazer este tipo de tratamento são, única e exclusivamente, dermatologistas, cirurgiões plásticos ou médicos dedicados à medicina estética (o nosso caso) tal como a notícias do E-konomista refere.

Quem NÃO PODE fazer a aplicação da Toxina Botulínica e Preenchimentos com Ácido Hialurónico

  • Todos os profissionais que não sejam os de cima. Inclusive:
    • Esteticistas, Cabeleireiras, Massagistas, Fisioterapeutas, curiosas da estética, curiosas diversas, assistentes, a amiga que faz festas de Botox em casa e não é médica, etc etc.
    • Médicos dentistas – é um Nim – (ou uma guerra de Ordens de Médicos) Por um lado a OMD (Ordem dos Médicos Dentistas) reconhece-lhes capacitação para realizar para fins terapêuticos (ler artigo), o que permite uma liberdade de interpretação um pouco ambígua: “O médico dentista é um profissional de saúde habilitado à prática de todos os atos que sejam necessários ou adequados à prevenção, de diagnóstico e tratamento de anomalias e doenças dos dentes, da boca, mas não só. Também dos maxilares e das estruturas e tecidos anexos, no que se refere ao aparelho estomatognático.
      A liberdade de juízo clínico, de diagnóstico e de terapêutica são direitos do médico dentista, que não pode ser coartados no exercício independente e autónomo da profissão.”
      No entanto quando questionámos a ERS há algum tempo atrás para saber se podíamos ter um médico dentista como Diretor Clínico para fins estéticos, explicaram-nos que à partida não, mas que poderíamos enviar o CV do médico para avaliação e confirmação. Por via das dúvidas, continuámos à procura e felizmente surgiu a oportunidade de trabalhar com o Dr. Erivan Montilla, atual Diretor Clínico da Belight em que as dúvidas não se colocam!

E Mesoterapia, quem pode fazer?

Resumidamente: Intradermoterapia – Mesoterapia ou Lipo Enzimática como também é conhecida são para ser feitas por médicos ou enfermeiros sob supervisão médica, segundo o artigo de Maio de 2022 da Ordem dos Médicos e parecer da Ordem dos Enfermeiros.

“Portanto, é indiscutível, a nosso ver, que os procedimentos de mesoterapia, onde se inclui a “Lipo Enzimática”, só podem ser realizados sob supervisão médica estrita, após avaliação por Médico com autonomia para o exercício das funções que lhe são inerentes, reconhecida pela Ordem dos Médicos, em território nacional.

Contudo, não é obrigatório que a administração do produto seja feita por Médico, sendo atendível que a mesma seja realizada por outro profissional de saúde, nomeadamente Enfermeiro, com os conhecimentos necessários à administração terapêutica, no exercício das funções que lhe são inerentes, e para os quais está capacitado pela Ordem Profissional correspondente, desde que por indicação (e sob supervisão) médica.” Artigo da Ordem dos Médicos.

Observação: Existem variados locais que mencionam que Fisioterapeutas, Farmacêuticos, Osteopatas e até esteticistas podem fazer desde que tenham as certificações necessárias, a informação do oficial da Ordem dos Médicos é a que se lê em cima.

Tenha atenção que a mesoterapia é um procedimento que exige cuidado, tal como qualquer um dos anteriores. No mesmo artigo podem rever o que pode acontecer:

  • Infecção do local, por bactérias, fungos ou micobactérias, com risco de vida e de deformação permanente e irreversível.
  • Reacção alérgica, com potencial fatal.
  • Hemorragias e hematomas.
  • Hiperpigmentação (pele mais escura).
  • Destruição anómala do tecido adiposo, com paniculite e lipodistrofia sequelar permanente (muitas vezes expressa como “covas” na pele).
  • Risco de necrose (morte) da pele, na área tratada – este risco é particularmente alto quando se realizam estes procedimentos nas pernas.
  • Tireotoxicose (hipertiroidismo), nas administrações com hormonas tiroideias.
  • Agravamento de outras doenças de base, como a psoríase (fenómeno de Koebner).
  • Reacções adversas sistémicas graves, particularmente nas formulações impuras e sem as devidas certificações.

Por favor cuidem de vocês, do vosso corpo e rosto, é preferível gastar um pouco mais, mas, no limite, que a única coisa que possa sofrer seja a vossa carteira e não a vossa saúde!

Onde pode fazer estes procedimentos?toxina botulinica Alexandra Santos

Não queremos ser demasiado comerciais, mas obviamente não fugindo à oportunidade de nos referenciar, na Belight  pode fazer estes procedimentos com o Dr. Erivan Montilla (Director Clínico da Belight – conheça-o aqui) e teremos todo o gosto em a/o receber.

Para não sermos parciais (pelo menos a 100%) deixamos também recomendação de outras clínicas seja pela experiência, seja pela localização geográfica: A MyMoment no Parque das Nações, onde fizeram anteriormente a administração da Toxina Botulínica à Alexandra Santos (proprietária da Belight – conheça-a aqui), tendo sido a nova aplicação já feita na Belight com o Dr. Erivan Montilla, e a clínica Skin Boutique localizada nas Avenidas Novas.

Se pretender um guia de escolha pode ver este artigo de opinião do presidente da Sociedade Portuguesa de Cirurgia Plástica Dr. Júlio Matias: Botox e ácido hialurónico. Dois passos essenciais para escolher bem antes de um procedimento estético

Onde não queremos mesmo que vão é a locais que vos comprometam a saúde!

Mostramos o Antes e Depois da Alexandra Santos
Administração de Toxina Botulínica por Dr. Erivan Montilla

Foto em momento de descontração de conversa, com rugas de expressão na testa fortemente carregadas

Foto com tentativa de enrugamento de testa pós-colocação de toxina botulínica.

E as clínicas como podemos saber se podem fazer atos médicos?

A Entidade Reguladora da Saúde tem um portal altamente funcional onde podem consultar não só as clínicas que estão licenciadas como os próprios profissionais! Visitem o portal da ERS -> Prestadores (Menu) -> Procurar prestadores (ou cliquem aqui). A nós encontram-nos por “Belight” com a licença 21502 ou “Erivan Montilla” o nosso Director Clínico.

E que preços praticam?

Como devem compreender os preços de clínicas não são iguais a preço de “não clínicas” e há fortes argumentos que fazem as clínicas não conseguirem baixar para os “deals” que se conseguem “noutros sítios”:

  • Produtos caros – Os produtos e dispositivos médicos são, na generalidade, de alto valor de investimento (abreviando… São Caros!), mesmo quando se utiliza um produto alternativo à marca comercial, pensado no Botox®, as alternativas que são boas têm também valor alto. Quando se utiliza gato por Lebre (como na notícia do Bottox Pirata), aquilo que se tem são gatos, que arranham e fazem estragos, portanto devem ter a certeza que os produtos são os que efetivamente são combinados com os médicos e não variações milagrosas (normalmente estas são variações comercialmente milagrosas é para o espaço que as vende).
  • Toda a burocracia legal obrigatória que as clínicas têm de seguir para terem os locais apropriados a fazerem os procedimentos requerem valores de investimento em espaço e condições que têm de ser absorvidos na venda dos serviços.
  • Anuidades à Entidade Reguladora de Saúde – As clínicas e/ou profissionais para poderem estar aptos e serem licenciadas têm custos fixos anuais para poderem ter essas licenças.
  • Mensalidades de serviços específicos de médicos nomeadamente recolha de resíduos biológicos.
  • Ordenados de médicos e especialmente de bons médicos – Não requer explicação…

Em muitos locais vão encontrar referencia aos preços médios praticados dos procedimentos em Lisboa, podem inclusive registar-se como sócios e verificar o artigo da DECO Proteste com comparativo a 12 clínicas. Ou podem consultar os nossos preços da Belight que são preços médios e justos.

Recomendação: Ler as notícias

É importante que os clientes sejam cada vez mais informados e estejam a par do que se passa no nosso país em todas as áreas em que recebem prestação de serviços ou fazem compras, leiam notícias e artigos de opinião de Líderes de Opinião (pessoas responsáveis/ representantes de determinadas áreas) para se manterem informadas e assim evitar o mal quer seja para si ou para amigos desinformados.

A Belight convida a vir-nos conhecer!

Faça os tratamentos de Medicina Estética em Lisboa na Belight – Quinta do Lambert

A Belight – Clínica Médica e Estética tem as melhores condições para receber os clientes que pretendam fazer os tratamentos médicos, estando licenciada na ERS, sob licença nº. 21502 e o médico Dr. Erivan Montilla, Diretor Clínico da Belight, a realizar os tratamentos de medicina estética e supervisionar os tratamentos estéticos.

Cuide de si e da sua saúde: faça sempre os seus procedimentos em clínicas licenciadas e profissionais credenciados! O seu bem, é o bem-estar de todos nós!

One thought on “Cuidado como e onde fazem aplicação de Toxina Botulínica, Ácido Hialurónico ou outros atos médicos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.